Home Ambiente ÁGUAS DE PAÇOS DE FERREIRA: JÁ SÃO CONHECIDOS OS VENCEDORES DO CONCURSO DE POESIA “FALAR DE ÁGUA COM AMOR”
ÁGUAS DE PAÇOS DE FERREIRA: JÁ SÃO CONHECIDOS OS VENCEDORES DO CONCURSO DE POESIA “FALAR DE ÁGUA COM AMOR”

ÁGUAS DE PAÇOS DE FERREIRA: JÁ SÃO CONHECIDOS OS VENCEDORES DO CONCURSO DE POESIA “FALAR DE ÁGUA COM AMOR”

0
0

Com record de participação, a concurso estiveram mais de quatro centenas de poemas de alunos do 3º e 4º ano, do Ensino Básico do concelho.

Após a análise de mais de quatro centenas de poemas de alunos do 3º e 4º ano, do Ensino Básico, o Júri do concurso de poesia «Falar de Água com Amor», promovido pela Águas de Paços de Ferreira já selecionou os trabalhos vencedores. O poema “Águas é vida” de autoria de Inês Nunes, do 3º ano, da Escola Básica nº 2 de Paços de Ferreira é o grande vencedor. O segundo lugar foi atribuído a Gonçalo Sousa, da Escola Básico de Arreigada. Por deliberação do júri foi ainda atribuída uma menção honrosa ao trabalho de Gonçalo Bentes, da Escola Básico de Frazão. A entrega de prémios será brevemente agendada e os melhores poemas por escola serão expostos em data e local a definir.

 

ÁGUA É VIDA

Devemos poupar água
Sem ela não podemos viver
Tomamos banho e cozinhamos
E é importante para beber.

Na água posso nadar
Brincar, chapinhar e mergulhar
A planta pode crescer
Se a regarmos para viver.

A minha terra é Paços de Ferreira
Gosto muito de cá viver
Tem um rio chamado Ferreira
Vê-lo correr é um prazer

Água existe em nós
Água existe em cada flor
Água é cor, é alegria
Água é vida e é amor

 Inês Nunes, 3ºB

Escola Básica nº 2 de Paços de Ferreira

FOMENTAR, JUNTO DOS MAIS JOVENS, O GOSTO PELA ESCRITA E PELA LEITURA É O PRINCIPAL OBJETIVO

O Concurso de Poesia sob o tema «Falar de Água com Amor» tinha como objetivo fomentar, junto dos mais jovens o gosto pela escrita e pela leitura, desafiando os alunos dos agrupamentos escolares do concelho a assinalaram o Dia de São Valentim com um poema recheado de sentido. O júri composto Manuela Bentes, Anabela Bastos e Sílvio Silva, analisou os trabalhos com base na originalidade, criatividade, coerência e pertinência ao tema. Com ideias e vocabulários compatíveis à sua categoria, os poemas deveriam conter as palavras ‘Águas’ e ‘Paços de Ferreira’.

JÚRI

MANUELA BENTES

Manuela Bentes é natural e residente na freguesia de Frazão, em Paços de Ferreira. Licenciada em Filosofia Românica, foi professora do ensino secundário. Atualmente é subdiretora de Escola, Presidente Conselho Diretivo, membro júri de concursos e palestrante e colaboradora na Imprensa Regional. Manuela é ainda autora de 12 livros publicados e participante de antologias de autores locais. A sua última obra intitulada “Das Palavras” foi lançada em 2017.

ANABELA BASTOS

Anabela Bastos é natural da Figueira da Foz mas reside em Paços de Ferreira há mais de duas décadas. Foi professora de Artes, Escultura, autora e compositora de canções infantis, publicou alguns livros de poesia e realizou várias exposições em Portugal e em Espanha. Licenciada em Escultura pela Faculdade de Belas Artes do Porto e mestre de educação especial / vertente sobredotação, atualmente trabalha com restauro de móveis (ateliê).

SÍLVIO SILVA

Recentemente vencedor da 3ª edição do Prémio Literário de Poesia Manuel Neto dos Santos e do Prêmio SFX de Literatura, Sílvio Silva volta a integrar o júri do concurso de poesia “Falar de Água com Amor”. É licenciado em Arquitetura e é amante da Expressão Plástica. Participou em diversas exposições coletivas e escreveu diversos textos para revistas, jornais e fóruns culturais, para além de ter moderado tertúlias com escritores consagrados. Em 2015 recebeu a Menção Honrosa – Prémio de Poesia Manuel Neto dos Santos. Para 2018 tem na manga a publicação de um novo livro de contos.