Home Música CASA DAS ARTES DE FELGUEIRAS CELEBRA 7.º ANIVERSÁRIO
CASA DAS ARTES DE FELGUEIRAS CELEBRA 7.º ANIVERSÁRIO
0

CASA DAS ARTES DE FELGUEIRAS CELEBRA 7.º ANIVERSÁRIO

0
0

Dia 29 de setembro, pelas 21h30:

Comemoração contará com a atuação da Orquestra Ligeira do Vale do Sousa

A Casa das Artes de Felgueiras está de parabéns! Dia 29 de setembro, pelas 21h30, o seu sétimo aniversário será comemorado com a atuação da Orquestra Ligeira do Vale do Sousa – Big Band. A entrada é gratuita e a noite será garantidamente de festa!

A OLVS Big Band é uma banda jazz fundada em 1995, pela Associação Cultural e Musical de Paredes. Atualmente, é composta por 21 elementos, tendo dois vocalistas – uma voz feminina e outra masculina –, e estando a direção musical a cargo de Manuel Vieira.

Recorde-se que a Casa das Artes de Felgueiras, anteriormente Teatro Fonseca Moreira, (re)abriu portas ao público a 30 de setembro de 2011. Após a reabilitação do antigo edifício, estão reunidas as condições necessárias para as apresentações das diversas artes, neste que é um dos maiores e mais completos equipamentos culturais da região do Vale do Sousa. A Casa das Artes de Felgueiras foi apadrinhada por Ruy de Cavalho e Eunice Muñoz.

Apesar de gratuita, a entrada neste espetáculo celebrativo carece, no entanto, de reserva prévia através dos contactos habituais: bilheteira@casadasartesdefelgueiras.com ou 255 340 340.

A OLVS Big Band e o seu percurso

O repertório da OLVS Big Band tem-se baseado em temas de swing da denominada “big band sound era”, contemplando obras compostas e/ou celebrizadas, por exemplo, por Glenn Miller, Benny Goodman, Count Basie, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Peggy Lee ou Frank Sinatra, bem como obras da mesma natureza, historicamente posteriores, compostas e/ou celebrizadas, por exemplo, por Mel Lewis & Thad Jones Jazz Orchestra, Sammy Nestico, Quincy Jones, Gordon Goodwin, Shirley Bassey, Diane Schurr, Natalie Cole, Harry Connick Jr., Björk, ou Michael Bublé.

Para além do swing, tem vindo a explorar outros estilos de jazz, tal como, o latin jazz, interpretando temas compostos e/ou celebrizados, por exemplo, por Mario Bauza, Paquito D’Rivera, Tito Puente, Tom Jobim ou Arturo Sandoval, assim como também o funk jazz, executando temas compostos e/ou celebrizados por Chick Corea e Jaco Pastorius, entre outros.

Dependendo do contexto, tem também apresentado a concerto clássicos da música portuguesa. Os eventos em que tem intervindo foram concertos efetuados em auditórios e ao ar livre como, por exemplo, na Praça da Oliveira, em Guimarães, e na Aula Magna, no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz. Têm intervindo ainda como suporte musical de Galas como, por exemplo, no Coliseu do Porto, no Casino da Póvoa ou no Pavilhão Multiusos de Gondomar, e feito algumas intervenções televisivas. Para além das suas apresentações em público, a OLVS conta já com dois trabalhos discográficos editados, um em 2000 e outro em 2004, onde se encontram alguns dos temas que foram trabalhados aquando das gravações.