Home Ambiente EDM ANUNCIA PARA BREVE UMA NOVA INTERVENÇÃO NA EXTINÇÃO DE FOCOS DE COMBUSTÃO NAS MINAS DO PEJÃO
EDM ANUNCIA PARA BREVE UMA NOVA INTERVENÇÃO NA EXTINÇÃO DE FOCOS DE COMBUSTÃO NAS MINAS DO PEJÃO
0

EDM ANUNCIA PARA BREVE UMA NOVA INTERVENÇÃO NA EXTINÇÃO DE FOCOS DE COMBUSTÃO NAS MINAS DO PEJÃO

0
0

Autarquia quer ver o problema resolvido em definitivo

     No final da passada semana, a EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, informou a Câmara Municipal de Castelo de Paiva, que os focos de combustão, nas escombreiras das antigas Minas de Carvão de Pejão-Germunde, designados por A1 e A2 já se encontram totalmente extintos, e que vai avançar em breve para uma nova fase, tendo em conta a intervenção na escombreira, onde se localiza o foco A3.

     Esta nova fase, implica pela estimativa de custos inerentes, o procedimento contratual através de Concurso Público Internacional com publicação de anúncio no Jornal Oficial da União Europeia, sobre o qual já se procedeu à adjudicação, permitindo o inicio dos trabalhos de mobilização no próximo dia 27deste mês.

     Segundo a EDM, face à necessidade de acompanhamento e monitorização da situação no local, foram desenvolvidas, entretanto, as seguintes iniciativas :

 Garantir a não propagação para a área adjacente à escombreira, com intervenção de contenção da própria escombreira

 Garantir a vigilância na área, de modo a evitar eventuais reacendimentos ou propagações.

     Assim, procedeu-se à presença no terreno de equipas especializadas no combate a fogos desta natureza, que ainda se manterão até o início dos trabalhos desta nova fase, sendo que, estamos perante o início de uma nova fase de mobilização e extinção do foco A3, prevendo-se à semelhança do que sucedeu anteriormente nos focos A1 e A2 que, com esta intervenção, se resolva definitivamente, a extinção dos focos de combustão nas Minas do Pejão, que ocorreram nas escombreiras da antiga área mineira de Germunde decorrentes do grande incêndio que assolou o concelho de Castelo de Paiva em Outubro do ano passado e que atingiu mais de 60% da mancha florestal do município.

            Recorda-se que, a EDM, em visita anterior, verificou que os focos de combustão lenta que se verificam na zona de Germunde, se encontram limitados a materiais depositados em escombreiras, não existindo evidência de que se tenham propagado às jazidas de carvão que não foram exploradas no subsolo, enquanto aCâmara Municipal manifesta vontade de ver a situação resolvida de forma definitiva, garantindo que, numa fase posterior, após extinção da combustão, se possa avançar para um tratamento mais aprofundado das escombreiras que acautele as questões ambientais que têm preocupado a comunidade local.


Combustão lenta no subsolo da zona mineira

Carlos Oliveira
Gabinete de Imprensa e Relações Públicas