Home Ambiente Em Lousada a Mata de Vilar ganha um anfiteatro peculiar
Em Lousada a Mata de Vilar ganha um anfiteatro peculiar
0

Em Lousada a Mata de Vilar ganha um anfiteatro peculiar

0
0

São vários os estudos que evidenciam a importância da madeira morta na saúde, ecologia e biodiversidade de uma floresta. Uma árvore, mesmo depois de morrer, continua a ser um importante ecossistema para um vasto número de espécies – cerca de 30% das que vivem nas florestas, e algumas delas ameaçadas, como invertebrados saproxílicos, líquenes, briófitos, anfíbios, aves e mamíferos. Assim, deixar uma árvore morrer naturalmente dentro de uma floresta é quase tão importante como plantar novas. 

No entanto, existem outras formas de potenciar esta biodiversidade, usando madeira morta resultante de intervenções (como podas) noutros locais onde não poderia ser mantida, principalmente quando queremos aliar o potencial pedagógico a estas estruturas. 

Neste contexto, a Mata de Vilar ganhou uma estrutura natural única em todo o território do Município e, tanto quanto se sabe, a nível nacional: um anfiteatro de madeira morta. A forma como os troncos de várias espécies foram dispostos vai proporcionar um importante espaço de colonização para fauna e flora, mas também pode ser utilizado como um espaço de repouso, desafio para os corajosos que o queiram trepar, contemplação e lazer, para assistir a sessões de educação ambiental ou pequenos espetáculos que em breve vão decorrer na Mata de Vilar. 

Com o trabalho da equipa que esteve no terreno, foi possível fixar e construir esta estrutura de forma segura e enquadrada com todo o entorno. Nos próximos anos vai ser possível assistir a uma convivência feliz entre a colonização e degradação destas árvores mortas, e ao usufruto lúdico e pedagógico de quem as visita. 

tags: