Home Política NOTA DE IMPRENSA: PS Pede Demissão do Presidente da Penafiel Verde
NOTA DE IMPRENSA: PS Pede Demissão do Presidente da Penafiel Verde
0

NOTA DE IMPRENSA: PS Pede Demissão do Presidente da Penafiel Verde

0
0

O Partido Socialista foi visado por António Gaspar Dias, Presidente do Futebol Clube de Penafiel, numa entrevista pública, sendo acusado de não ter sido responsável, ao misturar política com futebol.

O Partido Socialista repudia tais graves acusações esclarecendo que nunca criticou ou comentou a recente polémica da passagem de Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas para Sociedade Anónima Desportiva.

Os assuntos relacionados com o Futebol Clube de Penafiel dizem respeito aos seus órgãos Sociais e aos seus sócios, mas os assuntos relacionados com a Política Municipal, os apoios municiais ao Desporto e os equipamentos e Infraestruturas, dizem respeito a todos os Penafidelenses.

Foi nesse sentido que o PS de Penafiel juntamente com o movimento “Tino de Rans – Penafiel é TOP” requereu a convocação de uma Assembleia Municipal Extraordinária afim discutir dois temas urgentes, sendo um deles, precisamente, a Política Municipal de Desporto.

Isto posto, foi com perplexidade que o Partido Socialista de Penafiel acompanhou a entrevista do António Gaspar à Fórum TV, especificamente o excerto em que se refere à suposta partidarização do Futebol Clube de Penafiel.

Efetivamente, não pode deixar de causar estupefação que alguém que exerce, atualmente, um cargo de nomeação política – Presidente da Penafiel Verde – e que cumula esse mesmo cargo político com a presidência do Futebol Clube de Penafiel, tenha a coragem de manter uma cara séria enquanto acusa outrem de partidarizar o clube: precisamente o que o António Gaspar fez.

Dá-se ainda o caso da Penafiel Verde – uma empresa municipal – ser um dos principais patrocinadores do Futebol Clube de Penafiel, o que só por si levanta uma série de questões de índole moral, ética e de transparência.

É também notável que o António Gaspar, na sobredita entrevista, não tenha afastado a possibilidade de cumular aquelas duas funções, com a presidência da putativa SAD do Futebol Clube de Penafiel: o que é manifestamente ilegal, face ao previsto no Estatuto do Gestor Público e nos próprios Estatutos da Penafiel Verde.

Ressalta ainda daquela entrevista a especialização do Presidente do Futebol Clube de Penafiel e Presidente da Penafiel Verde, em desempenhar o papel de vítima: é noticiado o facto de existirem crianças em condições vergonhosas a habitar as instalações do clube e o António Gaspar alega tratar-se de uma cabala; é tomada a decisão mais importante da história do clube, numa assembleia participada por menos de 10% da totalidade dos associados e sob um nevoeiro que levou à impugnação judicial da deliberação de transformação em SAD e subsequente venda do capital social e, mais uma vez, a culpa é de terceiros, no caso, de homens que, por méritos próprios, já estão na história do clube que sempre serviram de forma gratuita e da própria cidade.

Esta perplexidade é ainda extensível à postura da Câmara Municipal de Penafiel que, não obstante as centenas de milhares de euros de dinheiro público investidos no clube, da cedência do estádio e de recursos humanos municipais, manifesta um completo e inacreditável desinteresse pelo futuro do clube, furtando-se a assumir quaisquer responsabilidades.

Face ao exposto e se a transparência, honorabilidade e verdade são valores tão importantes para o António Gaspar, só resta apelar-lhe para que atue de acordo com esses princípios e apresente a sua demissão da Penafiel Verde, despartidarizando assim o clube e salvaguardando o superior interesse desta tão importante empresa municipal.

 

Nuno Araújo, Presidente da Comissão Política Concelhia do PS Penafiel – Penafiel, 05 de agosto de 2018

tags: