Home Gastronomia O Paredense Paulo Ruão em conjunto com dois enólogos apresentaram o projeto vinhos “Alumni UTAD” edição de 2018
O Paredense Paulo Ruão em conjunto com dois enólogos apresentaram o projeto vinhos “Alumni UTAD” edição de 2018
0

O Paredense Paulo Ruão em conjunto com dois enólogos apresentaram o projeto vinhos “Alumni UTAD” edição de 2018

0
0

Já são conhecidos os Vinhos “Alumni UTAD” 2018

A prova de degustação deu-se durante a gala de apresentação na UTAD e onde foram também conhecidos os enólogos que serão responsáveis pela produção de 2019.

Luís Duarte, Paulo Ruão e Manuel Lobo de Vasconcellos apresentaram no passado dia 16 de março, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), as suas produções para o projeto vinhos “Alumni UTAD” edição de 2018. O conceito da marca vinhos de autor “Alumni UTAD” reúne antigos estudantes da UTAD, todos eles conceituados criadores de vinhos, em torno de um projeto inovador, em que todos os anos, três antigos estudantes da UTAD, de diferentes regiões vitícolas, serão responsáveis pela produção de um vinho tinto, um vinho branco e um vinho generoso. A receita da venda dos vinhos reverte integralmente para os Serviços de Ação Social da UTAD.

Para a produção de 2018, Paulo Ruão criou um Douro DOC Branco produzido com a Casta Viosinho, selecionada das vinhas com maior altitude região do Douro, procurando a frescura dos seus aromas. Com ligeira passagem por madeira de carvalho Francês, pretende criar complexidade sem perturbar a intensidade aromática, característica da casta. Paulo Ruão é licenciado em Enologia pela UTAD e fez formação no Instituto de Enologia, em Bordéus. É responsável pela direção técnica e enólogo da empresa Lavradores de Feitoria, Vinhos de Quinta SA, na região do Douro, e membro do conselho de administração.

Luís Duarte produziu um Tinto Regional Alentejano elaborado com uvas provenientes da vinha do Monte do Carrapatelo – uma vinha com 10 hectares de uvas brancas e tintas, situada na aldeia do Carrapatelo, em Reguengos de Monsaraz. As castas utilizadas neste vinho foram: Alicante Bouschet, Tinta Miúda, Touriga Nacional e Petit Verdot. Luis Duarte é aluno do primeiro curso de Enologia da UTAD e iniciou a sua carreira profissional no Esporão, no Alentejo. Foi enólogo e diretor de produção desta empresa (desde 1987), iniciando todo o projeto, até 2004. A partir desta data assume a gerência da Herdade dos Grous, tendo como responsabilidades a produção e comercialização de vinhos, agropecuária e olival.  Criou a Luís Duarte Vinhos e é consultor de vários projetos de vinhos em Portugal. Em 2015 foi distinguido com a Comenda da Ordem de Mérito Empresarial – Classe de Mérito Agrícola – pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva

Manuel Lobo de Vasconcellos produziu o Porto Alumni L.B.V 2013 que possui na sua génese, uvas provenientes de terroirs de eleição da região do Douro, que transmitem a pureza, identidade e história da região com a denominação de origem mais antiga do mundo. Um lote especial composto por uvas das castas Touriga Nacional, Touriga Franca, bem como por uma vinha com 70 anos onde podemos encontrar uma diversidade de castas, que tão bem definem a complexidade e dimensão desta magnifica região que é o Douro. Manuel Lobo de Vasconcellos, também licenciado em Enologia pela UTAD, é desde 2007 diretor de enologia na Quinta do Crasto e enólogo da empresa de vinhos do Douro Roquette & Cazes. Desde 2015, exerce funções de enólogo consultor nos projetos de vinhos da família, nas Regiões do Alentejo (Herdade de Perescuma) e Tejo (Quinta do Casal Branco).

A produção de 2019 do projeto vinhos “Alumni UTAD” ficará a cargo dos enólogos e antigos alunos da UTAD, Luís Cabral de Almeida (vinho tinto), António Luís Cerdeira, (vinho branco) e João Brito e Cunha, (vinho do Porto), tendo sido indicados, respetivamente, por Luís Duarte, Paulo Ruão e Manuel Lobo de Vasconcellos, seus antecessores.

A gala de vinhos “Alumni UTAD” incluiu também uma prova de vinhos intitulada “As mulheres no mundo do vinho”, que contou com a participação das criadoras de vinho, Ana Sofia Rodrigues, Celeste Marques, Maria Serpa Pimentel, Marta Casanova, Martta Reis Simões, Mónica Figueiredo, Rita Mendes, Sandra Alves, Sandra Gonçalves, Sofia Caldeira, Susana Melo Abreu e Vera Moreira, também antigas estudantes da UTAD e que permitiu uma “viagem por Portugal” com os seus vinhos.

Também durante o evento, os presentes tiveram a oportunidade de assistir a uma Tertúlia, em que participaram Fernando Alves, da Symington Family Estates, Jorge Dias, da Gran Cruz e Beatriz Machado, da The Fladgate Partnership, moderada por Manuel Carvalho, do jornal Público, e onde se falou sobre a “evolução qualitativa” e sobre os rostos da “revolução” e “transformação” dos vinhos portugueses, e do seu impacto e afirmação nos mercados nacional e internacional.