Home Património O Polo de Idães da Biblioteca Municipal de Felgueiras recebeu a conferência “ARQUEOLOGIA NA IGREJA DE IDÃES”
O Polo de Idães da Biblioteca Municipal de Felgueiras recebeu a conferência “ARQUEOLOGIA NA IGREJA DE IDÃES”
0

O Polo de Idães da Biblioteca Municipal de Felgueiras recebeu a conferência “ARQUEOLOGIA NA IGREJA DE IDÃES”

0
0

Ciclo de Conferências “Arqueologia em Terras de Sousa e Tâmega”

Até julho, mais 5 conferências percorrem o concelho de Felgueiras

O Polo de Idães da Biblioteca Municipal de Felgueiras recebeu, este sábado, dia 17, a conferência “Arqueologia na Igreja de Idães”. Esta conferência, que teve como orador o Dr. Luís Sousa, do Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Lousada, insere-se no Ciclo de Conferências “Arqueologia em Terras de Sousa e Tâmega”, que contempla mais cinco conferências até julho.

Seguir-se-ão “Tongóbriga, Cidade Transduriana” (21 de abril), “O Castro da Senhora Aparecida” (26 de maio), “O Românico do Vale do Sousa” (16 de junho), “As necrópoles do concelho de Amarante” (7 de julho) e “A Igreja Velha de Lordelo” (21 de julho). Estas conferências decorrem todas às 15h00, num sábado, diferindo apenas no local de realização. O objetivo é percorrer o concelho com temáticas que fazem parte da História do Tâmega e Sousa.

Arqueologia em Idães

Decorrente da natureza dos trabalhos de conservação e restauro e de requalificação arquitetónica da igreja de Santa Maria de Idães, executados entre finais de 2012 e princípios de 2013, foi definido um Plano de Trabalhos Arqueológicos que visou no essencial a realização de sondagens prévias nas áreas para as quais estava previsto o revolvimento do subsolo consequente da intenção de implantação de um sistema de drenagem. Tais trabalhos, tendo em vista a minimização de impactes negativos sobre eventual património arqueológico, compreenderam a execução de um conjunto de sondagens e no acompanhamento de toda a movimentação de terras inerente à execução geral do projeto

A área escavada e os trabalhos arqueológicos de acompanhamento permitiram a obtenção de importantes informações que conduziram a um mais completo conhecimento sobre o monumento chegado ao presente, designadamente das obras realizadas por finais do século XVII e os inícios do século XVIII, que ditaram um significativo dimensionamento da superfície conseguido pelo prolongamento da fachada para poente e da parede fundeira da capela-mor para nascente.

Merece também relevo o expressivo conjunto de sepulcros e de outros elementos associados à prática funerária. Embora maioritariamente remexidos, estes revelaram diferentes formas de tumular e de ritos aqui praticados durante a Baixa Idade Média e os inícios da Idade Moderna.

Programação na íntegra:

ARQUEOLOGIA EM TERRAS DE SOUSA E TÂMEGA

Ciclo de Conferências

15h00

21 de abril | Tongóbriga, Cidade Transduriana

Orador: Prof. Doutor Lino Augusto Tavares Dias, FAUP

Local: Biblioteca Municipal de Felgueiras

26 de maio | O Castro da Senhora Aparecida (Pinheiro, Felgueiras)

Oradores: Dr. Marcelo Mendes Pinto, Gabinete de Arqueologia da C. M. Felgueiras/Investigador do CITCEM (Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória – FLUP) e José Ribeiro, Gabinete de Arqueologia da C. M. Felgueiras

Local: Museu Casa do Assento – Friande

16 de junho | O Românico do Vale do Sousa

Orador: Dr. Manuel Luís Real, Investigador do CITCEM (Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória -FLUP) e do Instituto de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

Local: Casa do Adro – Pombeiro

7 de julho | As necrópoles do concelho de Amarante

Oradora: Drª Helena Portela

Local: Casa da Cultura Leonardo Coimbra

21 de julho | A Igreja Velha de Lordelo

Orador: Dr. Marcelo Mendes Pinto, Gabinete de Arqueologia da C. M. Felgueiras e Investigador do CITCEM (Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória, Faculdade de Letras do Porto – FLUP)

Local: Casa do Risco