Home Cultura Sara Tavares encerra o Festival de Artes do Espetáculo em Lousada
Sara Tavares encerra o Festival de Artes do Espetáculo em Lousada
0

Sara Tavares encerra o Festival de Artes do Espetáculo em Lousada

0
0

Folia com espetáculos até sábado

Está a decorrer o Folia – Festival Internacional de Artes do Espetáculo de Lousada, numa organização conjunta da Jangada teatro e a Câmara Municipal.

O Teatro de Montemuro regressa a Lousada com “4 Clowns do Apocalipse”, hoje, dia 24. O espetáculo clownesco, interpretado na totalidade sem palavras pelo atores do Teatro do Montemuro.

Durante o dia 25 vai realiza-se um workshop com Joseph Collard para atores ou profissionais com experiência na representação. Assim, os interessados podem participar nesta ação, designada Body Smile, entre as 10h00 a 12h30 e 14h00 a 18h00. Este workshop aborda os fundamentos da mímica e da comédia física e tem como objetivo potencializar a fisicalidade cómica, o jogo e a criatividade. Pretende-se que os participantes trabalhem a precisão do gesto e do movimento e que os coloque em prática no seu estilo de expressão.

Mulheres Móveis “ é o título da tragicomédia apresentada pelo Astro Fingido, que apresenta uma viagem documental e ficcionada pelas histórias e memórias das carreteiras, mulheres que transportavam os móveis à cabeça no concelho de Paredes em tempos que já lá vão.

Os Commedia a la Carte regressam a Lousada para apresentarem “Os Melhores do Mundo”, no dia 26, quinta-feira. Além de César Mourão e Carlos M. Cunha, foram convocados para a seleção dos “Melhores do Mundo”, Gustavo Miranda, o melhor improvisador colombiano do Mundo e o melhor improvisador brasileiro do Mundo, Marco Gonçalves.

No dia 27 Joseph Collard regressa ao Auditório Municipal, mas para apresentar a peça “Clown”, que retrata a “sua vida de mimo” desde o começo: com a sua família, os seus professores, o seu primeiro espetáculo e a sua primeira performance.

Sara Tavares atua no sábado

O encerramento desta edição do Folia tem a música de Sara Tavares no dia 28, sábado, que integra também as Noites Acústicas.

A cantora regressa agora com um novo álbum “Fitxadu”, que significa em crioulo cabo-verdiano “fechado” e é constituído por 11 canções.

Sara Tavares participa na autoria de quase todos os temas do mais recente trabalho, quer como compositora ou escritora, em parceria com outros autores ou a solo, sendo a única exceção “Para Sempre Amor”, com letra e música de Bilan. “Fitxadu” marca “o encerramento de um ciclo e, como todos os capítulos, o início de um novo”.

Os bilhetes estão à venda no Auditório Municipal, na ticketline.pt e lojas associadas.

Estreia com a Jangada teatro

Para esta edição, em que o Folia assinala a maioridade, a Jangada teatro apresentou a mais recente produção “Correr o Fado”, cujo mote passa pela tradição popular, que refere que o sétimo filho, se for rapaz, nasce “tardo” ou “trasgo”. Se não atravessar três fontes, três pontes e três montes, transforma-se em lobisomem. Eduardo, o herói da história, vai fazendo o seu percurso e recebendo pelo caminho um bordão, um cavaquinho e uma caixa. Graças a estes três objetos “mágicos” Eduardo, o camponês, acabará mesmo por ser rei de um reino feito à sua imagem e semelhança.

No dia 23, segunda-feira, subiu ao palco a Companhia do Chapitô, com o espetáculo “Electra”.