Início Economia MINISTRO DAS INFRAESTRUTURAS E HABITAÇÃO GARANTIU CONSTRUÇÃO DO IC 35 E CONCLUSÃO DA VARIANTE À EN 222 

MINISTRO DAS INFRAESTRUTURAS E HABITAÇÃO GARANTIU CONSTRUÇÃO DO IC 35 E CONCLUSÃO DA VARIANTE À EN 222 

por admin

Duas acessibilidades fundamentais para o concelho

Gonçalo Rocha realça excelente decisão governamental  

     Intervindo ontem, no âmbito de uma apresentação do plano estratégico local de habitação para o município paivense, o Ministro das Infraestruturas e Habitação teve a oportunidade para assegurar que foi possível encontrar e garantir o financiamento necessário para concretizar dois desígnios há muitos anos ambicionados pelos paivenses, nomeadamente a construção do IC35, na ligação à A4 em Penafiel, e a Variante à EN 222, que irá estabelecer a ligação da Zona Industrial de Lavagueiras, em Pedorido, ao nó da A32 em Canedo.

     Pedro Nuno Santos falava na cerimónia realizada em formato “ on line “, da homologação do Acordo de Colaboração com a autarquia de Castelo de Paiva para a Estratégia Local e Habitação, apresentada pelo Vereador do Urbanismo José Manuel Carvalho, apontando para um investimento de cerca de 30 milhões de euros, neste município do norte do distrito de Aveiro.

     Recorde-se que o IC35, ligando Penafiel (A4) a Entre-os-Rios, e a conclusão da Variante à EN 222, a partir da ZI de Lavagueiras até ao nó da A32, são duas acessibilidades tidas como fundamentais para melhorar a ligação do concelho aos grandes eixos rodoviários do Litoral, sendo que, ambas as obras têm sido prometidas há mais de duas décadas pelos sucessivos governos, mas nunca foram concretizadas até ao momento, apesar das reivindicações dos autarcas e representantes do tecido empresarial deste território do Tâmega e Sousa.

     Incluídas nos investimentos programados no âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), estas duas ligações rodoviárias são essenciais para a sustentabilidade económica e melhorar a mobilidade nesta zona do país, daí o destaque de Pedro Nuno Santos, em referir o empenhamento do Governo em incluir estes investimentos rodoviários no apoio financeiro assegurado por Bruxelas para Portugal. 

     “ Sentirmos que é pelas nossas mãos, no Governo, e pelas vossas, na autarquia, que nós vamos conseguir, finalmente, dar ao concelho de Castelo de Paiva, estas duas Infraestruturas, que são determinantes para se poder viver e trabalhar melhor nesta terra ”, frisou o governante na sua intervenção. 

     Pedro Nuno Santos acrescentou no entanto, que há ainda “uma batalha a travar na União Europeia”, mas fez questão de lembrar que, quando foram identificadas as Infraestruturas prioritárias em matéria de rodovias, o actual Governo conseguiu “ ter lá ter estas duas que são essenciais para Castelo de Paiva”.

     O presidente da edilidade, Gonçalo Rocha, agradeceu as palavras de coragem deixadas pelo governante e evidenciou o empenhamento neste processo do Ministro das Infraestruturas e Habitação, referindo que esta é “uma excelente notícia, o momento e a oportunidade para o concelho e para a região, que não pode ser desperdiçada, daí o apelo de mobilizar o país, como o mote para esta fase de desenvolvimento que é fundamental para alavancar esta região, ainda tão carenciada.

     Com o financiamento das obras da Variante EN222 e o IC35, de Penafiel a Entre – os –Rios assegurado a 100% no Plano de Recuperação e Resiliência, o autarca paivense sublinha que, o Primeiro Ministro António Costa e o Ministro da Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, fizeram um excelente trabalho, mostrando vontade de se congratular com esta excelente decisão, colocando em destaque, a necessidade urgente do avanço destes investimentos, e que para tal, seja adoptado um regime excepcional no País, de simplificação de procedimentos de contratação e de pareceres.

Carlos Oliveira / Assessor de Imprensa

Gabinete de Imprensa e Relações Públicas

Também poderá gostar de

Escrever um comentário