Início » OPJ: o que propõe a “Escola da Floresta de Lousada”?

OPJ: o que propõe a “Escola da Floresta de Lousada”?

por Leite Beatriz

O projeto venceu o Orçamento Participativo Jovem (OPJ) de 2022, com um total de 548 votos. A promotora – Juliana Nunes Gomes – diz que a “Escola da Floresta de Lousada” tem como princípio o facto de “o concelho estar na liderança de muitas iniciativas de promoção dos valores naturais, conservação da natureza e educação ambiental”. Mas o que propõe, em concreto, esta proposta vencedora para o concelho?

Na candidatura apresentada, sobressai a ideia de que Lousada tem um potencial que não pode ser menosprezado, desde logo pela variedade de espaços verdes de relevo, como a “Mata de Vilar, o Parque Florestal e molinológico de Pias” ou ainda a “Paisagem Protegida local do Sousa Superior”. Assim, conclui, é chegada a hora de “apostar na criação de um espaço único de aprendizagem” – ou seja, uma espécie de escola na floresta.

A “Escola da Floresta” ou “Forest School”, como muitos lhe chamam, pretende, por isso, criar uma oportunidade de reconexão das crianças com a natureza, que, de múltiplas formas, tem a capacidade de despertar cada sentido humano.

Com o financiamento disponível – 30.000€ -, a ideia agora é a criação de um espaço que possa acolher crianças entre os três e os dez anos, em total ambiente florestal. Para além disso, importa também adquirir equipamentos, ferramentas, infraestruturas e formar docentes, auxiliares da ação educativa e encarregados de educação, para permitir que as crianças se desloquem até à Mata de Vilar e à “Escola da Floresta de Lousada” para explorar, aprender e brincar em segurança, “no inverno e no verão”, como ressalva a promotora da proposta.

Esta oitava edição do OPJ contou ainda com outras 11 propostas. O vencedor foi conhecido no passado dia seis, pelo aniversário do espaço AJE.

De acordo com o vereador da Juventude, Nelson Oliveira, “esta edição do OPJ foi, sem dúvida, a mais participada de sempre, com vários projetos a terem largas centenas de votantes, num total de dois mil votos.” A iniciativa está, nas palavras do vereador, “perfeitamente consolidada na juventude lousadense”.

Também poderá gostar de

Escrever um comentário