Início » Ver do Bago, um Brinde entre Deus e os Homens chega à última exposição em Lousada

Ver do Bago, um Brinde entre Deus e os Homens chega à última exposição em Lousada

por S. Ferreira Rafael Telmo
Ver do Bago, um Brinde entre Deus e os Homens chega à última exposição em Lousada

VER DO BAGO NO SANGUE” 

Abertura, 25 de fevereiro, sexta-feira, às 15h30, no Centro de Interpretação do Românico, em Lousada

Desde maio de 2021 até agora, Rota do Românico promoveu uma trindade de eventos que nos levaram e levarão ainda a Ver do Bago: devagar e com todos os cinco sentidos. Começámos com o Ver do Bago nos Mosteiros”, em Ancede, Baião, e seguimos depois, em setembro, para o Ver do Bago nos Santos, na Igreja dos Capuchos, em Penafiel. Chegamos, agora, ao Centro de Interpretação do Românico (CIR), em Lousada, para continuarmos uma experiência imersiva que nos mostra como estão interligados a vinha, o vinho, o território, o divino e as pessoaso “Ver do Bago no Sangue”.

Dia 25 de fevereiro, sexta-feira, às 15h30, no CIR, é inaugurado o “Ver do Bago no Sangue”,fechando com chave de ouro este ciclo de três exposições, que nos mostram como precisamos de beber para viver e de viver para ver, porque precisamos de saber de onde vimos e precisamos de o ver para contá-lo. E, sobretudo, como precisamos de ver devagar para encantar e sermos encantados.

Nesta apresentação final — além de podermos revisitar as duas exposições anteriores numa experiência imersiva proporcionada por óculos 3D, do “vídeo mapping” que vivifica figuras do além e do livro digital que nos permite ser leitores e autores de iconografias de sempre — desaguaremos na metáfora do vinho como sangue que nos conduz à representação artística de escultura, de pintura e de ourivesaria, presente no mobiliário, nas alfaias e objetos litúrgicos, desde os sacrários sempre resguardados nos retábulos das nossas igrejas às cruzes que alteiam as nossas procissões, passando pelos cálices que comungam a nossa humanidade.

O projeto “Ver do Bago” é cofinanciado pelos 12 Municípios que integram a Rota do Românico e pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, no âmbito da operação “O Vinho, a Arte e os Homens”. Conta com o apoio da Diocese do Porto, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, da Direção Regional de Cultura do Norte, do Turismo do Porto e Norte de Portugal, entre outras entidades.

A Rota do Românico reúne, atualmente, 58 monumentos e dois centros de interpretação, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende).

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística.

Ver do Bago no Sangue

Centro de Interpretação do Românico, Lousada

25 de fevereiro a 26 de junho de 2022

Primeira Exposição (concluída)

Ver do Bago nos Mosteiros

Mosteiro de Santo André de Ancede, Baião

13 de maio a 12 de setembro de 2021

Segunda exposição (concluída)

Ver do Bago nos Santos

Igreja de Santo António dos Capuchos, Penafiel

30 de setembro de 2021 a 30 de janeiro de 2022

Também poderá gostar de

Escrever um comentário