Home Sociedade BISPO DO PORTO RECEBIDO HOJE EM CASTELO DE PAIVA
BISPO DO PORTO RECEBIDO HOJE EM CASTELO DE PAIVA
0

BISPO DO PORTO RECEBIDO HOJE EM CASTELO DE PAIVA

0
0

Para reforçar laços e dialogar com a sociedade civil  

  • Visita contemplou passagens em instituições, associações e IPSS

No âmbito da visita pastoral que está a ser realizada à Vigararia de Castelo de Paiva e Penafiel, o Bispo do Porto D. Manuel da Silva Linda, está hoje de visita ao concelho de Castelo de Paiva, tendo sido recebido nos Paços do Concelho, numa cerimónia de boas vindas e apresentação de cumprimentos promovida pelo presidente da edilidade, Gonçalo Rocha, que esteve acompanhado de outros autarcas do Executivo e Assembleia Municipal, bem como de outras entidades civis, militares e religiosas.

Recorde-se que o Bispo Auxiliar da Diocese do Porto, D. Armando Esteves Domingues, há duas semanas que está no território paivense, em visita pastoral, tendo já visitado diversas associações, empresas e instituições nas diversas paróquias, onde tem sido acompanhado pelo pároco local reverendo Padre Fernando Sérgio Fernandes, assim como marcou presença no Centro de Interpretação da Cultura Local, no âmbito da sua visita à vigararia de Castelo de Paiva, numa iniciativa municipal onde protagonizou uma conversa descontraída, falando seu percurso enquanto homem de fé, brindando todos os presentes com uma magnifica tertúlia.

O presidente Gonçalo Rocha evidenciou a satisfação de receber o prelado e da necessidade desta aproximação à comunidade e agentes locais, possibilitando perceber a realidade do concelho, a sua dinâmica social, económica e cultural, falando ao mesmo tempo, com natural agrado da importância da presença do Bispo Auxiliar do Porto no território municipal, enquanto o Bispo do Porto além de agradecer, a simpatia da recepção, destacou este contacto entre gente amiga, enalteceu a boa relação da igreja e as instituições, privilegiando sempre o denominador comum que são as pessoas.

  1. Manuel da Silva Olinda falou depois das aspirações da igreja, da vontade de servir a comunidade, das boas relações de respeito e de cooperação que importa manter, a forma de projectar o futuro e assegurar o bem estar de todos, mostrando-se encantado por estar num município que está na senda do progresso, que investe nos jovens e na cultura, e que tem sabido com grande empenhamento e força, vencer as adversidades, afirmando-se no todo nacional.

Depois da cerimónia da recepção na Câmara Municipal, o Bispo do Porto esteve de visita à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários, ao Hospital e ao Lar Residencial da Santa Casa de Misericórdia, ao Centro Social de Santa Maria de Sardoura, concluindo o périplo da manhã com uma passagem no Centro Social e Paroquial de Sobrado onde participa num almoço convívio nas instalações desta instituição, estando agendado para, dia 9, Domingo à tarde, em S. Martinho, a celebração do encerramento desta visita pastoral, seguido de lanche partilhado.

            Fornos, Paraíso e Real foram as primeiras paróquias a serem visitadas desde meados de Janeiro, no périplo pastoral de D. Armando Domingues, que tem elogiado a dinâmica das paróquias e o envolvimento da comunidade, considerando muito oportuno promover encontros que possam abrir horizontes e despoletar caminhos de renovação, destacando nas suas intervenções os desafios do Papa Francisco à Igreja, e deixando o incentivo de se fazer um caminho mais aberto para uma organização paroquial mais ao jeito colegial.

No total são visitadas 27 das 42 paróquias da vigararia de Castelo de Paiva e Penafiel, sendo que a iniciativa, conforme fez questão de evidenciar o Bispo do Porto, D. Manuel da Silva Linda, tem como objectivo ouvir os vários agentes e sectores que integram a Igreja Católica, fortalecer o diálogo com a sociedade civil, levar uma palavra de ânimo, conhecer os intervenientes da comunidade, sejam empresas, comércios, associações, escolas, IPSS, hospitais, e auscultar o trabalho das autarquias, reconhecendo que, apesar da força da globalização, há hoje um renascer da espiritualidade e da dimensão religiosa, o que é excelente para combater a crítica e o afastamento.

 

Carlos Oliveira

Assessor de Imprensa

Gabinete de Imprensa e Relações Públicas