Home Saúde CASTELO DE PAIVA GARANTE CONTINUIDADE DO APOIO DO CHEQUE FARMÁCIA
CASTELO DE PAIVA GARANTE CONTINUIDADE DO APOIO DO CHEQUE FARMÁCIA
0

CASTELO DE PAIVA GARANTE CONTINUIDADE DO APOIO DO CHEQUE FARMÁCIA

0
0

Medida social ajuda famílias carenciadas

 

Na sequência da implementação da medida social “ Cheque Farmácia “, em prática desde Março de 2014, a Câmara Municipal de Castelo de Paiva renovou recentemente o Acordo de Parceria com as farmácias do concelho, garantindo continuidade em 2020 deste apoio social, que visa apoiar aqueles paivenses que estão numa situação comprovada de carência económica, garantindo através deste auxilio, que ninguém deixe de ter acesso à medicação necessária e aos cuidados mínimos de saúde.

A implementação da medida Cheque Farmácia ganha cada vez mais visibilidade em Castelo de Paiva e apresenta-se como uma necessidade premente, visando apoiar residentes, comprovadamente carenciados economicamente, evidenciando-se o empenhamento politico do actual Executivo Municipal, liderado por Gonçalo Rocha, em criar programas com impacto decisivo na erradicação da pobreza e da exclusão social, com o objectivo de reafirmar e reforçar a tomada de medidas que promovam a solidariedade, a justiça e coesão social e, tendo em conta que é do conhecimento geral e, em especial, dos diversos serviços públicos e outras entidades que prestam atendimento às pessoas e ou famílias, a frágil situação económica que presentemente os afecta, sobretudo no que respeita à aquisição dos medicamentos prescritos pelo Serviço Nacional de Saúde.

Esta importante medida social, que já contemplou mais de 955 famílias desde a sua criação, estabelece uma comparticipação financeira, orientada para a aquisição de medicamentos e produtos de saúde e bem-estar, nomeadamente fraldas para adultos acamados, leite até um ano de idade, vacina Provenar e Rotavirus, bem como outros medicamentos e pomadas.

Esta parceria é assumida tendo em conta o papel das farmácias no apoio e no fornecimento de serviços que promovem uma melhor saúde e, em consequência, uma melhor qualidade de vida ao utente, considerando também o papel preponderante do Município na prossecução de objectivos e afins, dentro das suas próprias atribuições e competências, nomeadamente, encontrar respostas eficazes para as necessidades das pessoas mais desprotegidas, para além de que, a situação económica que se vive é hoje um problema reconhecidamente grave, que atinge um grande número de pessoas, com consequências na satisfação das necessidades básicas, exigindo dos poderes públicos maior intervenção, garantindo-lhes e facilitando-lhes o acesso a determinados recursos, bens e serviços e que se reconhece que é necessário apoiar os estratos sociais mais desfavorecidos na aquisição de medicamentos.

Poderão beneficiar do Cheque Farmácia os agregados familiares que se encontram em comprovada situação económica precária, e sinalizados nos termos do Regulamento aprovado pelos serviços de Acção Social da autarquia paivense, tendo o presidente da edilidade, Gonçalo Rocha, evidenciado o sucesso e o interesse desta medida social, gizada para atenuar as dificuldades que muitos agregados familiares paivenses, em particular os mais carenciados e desprotegidos, têm em garantir os mínimos cuidados de saúde, lembrando que, com as restrições financeiras e com a politica de rigor que tem sido assumida, não é fácil manter estas medidas actualizadas, mas elas enquadram-se nas politicas de proximidade que a Câmara Municipal tem vindo a desenvolver, com empenhamento e responsabilidade.

Gabinete de Imprensa e Relações Públicas

Carlos Oliveira / Assessor de Imprensa