Home Saúde Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa assinala hoje o Dia Nacional do Doente com AVC
Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa assinala hoje o Dia Nacional do Doente com AVC
0

Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa assinala hoje o Dia Nacional do Doente com AVC

0
0

Unidade AVC do CHTS completa 10 anos e recebe cerca de 400 doentes por ano

Oficialmente celebrado a 31 de março, o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) assinala amanhã o Dia Nacional do Doente com Acidente Vascular Cerebral (AVC) com a realização de jornadas dedicadas ao AVC.

Em Portugal, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), ocorrem cerca de 25 mil Acidentes Vasculares Cerebrais por ano. Estes números exigem que os Centros Hospitalares criem equipas dedicadas a esta patologia, tal como aconteceu no CHTS, em 2009, com a criação da Unidade de AVC do Serviço de Medicina Interna, após a implementação da Via Verde do AVC no Hospital Padre Américo.

A completar 10 anos, nesta Unidade têm sido internados cerca de 400 doentes por ano e o seu grande desafio é reduzir a morbilidade e mortalidade associada ao AVC. Para isso, conta com uma equipa multidisciplinar que garante o apoio desde a admissão no Hospital até a continuação de cuidados em ambulatório após o AVC.

Amanhã, dia 21 de março, para assinalar o Dia Nacional do Doente com AVC que oficialmente se comemora a 31 de março, a equipa da Unidade de AVC realiza jornadas sobre esta patologia.

Com início marcado para as 09h, a iniciativa é para profissionais de saúde e vão ser abordados temas como “Do SU à alta”, “Diagnósticos diferenciais: mimetizadores e camaleões”, “O impacto na capacidade funcional – o papel do enfermeiro de reabilitação”, “Consulta de doenças cerebrovasculares”, “Ultrapassar barreiras em direção à adaptação na comunidade”, entre outros.

Os 10 anos da Unidade de AVC vão também ser assinalados, bem como, no final das jornadas, pelas 16h30, haverá o espaço “Sobreviver ao AVC” que conta com testemunhos reais.

Dados INEM 2018: 2.761 doentes encaminhados para a Via Verde do AVC

Em 2018, até final de outubro, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)registou 2.761 casos de AVC encaminhados para a Via Verde do AVC, uma média de 9 casos por dia. Os distritos de Porto e Lisboa registaram o maior número destes encaminhamentos, com 585 e 548 casos, respetivamente.

O Centro Hospitalar Lisboa Central – Hospital de São José (230) e o Centro Hospitalar Lisboa Norte – Hospital de Santa Maria (223) em Lisboa, Centro Hospitalar Universitário de S. João, EPE – Hospital de São João (218) no Porto, Hospital de Braga (215), e o Centro Hospitalar Tâmega e Sousa – Hospital Padre Américo em Penafiel (143) receberam o maior número de casos encaminhados pela Via Verde do AVC.

O AVC continua a ser uma das principais causas de morte em Portugal, sendo também a principal causa de morbilidade e de potenciais anos de vida perdidos no conjunto das doenças cardiovasculares. As primeiras horas após o início dos sintomas de AVC são essenciais para o socorro da vítima, pois é esta a janela temporal que garante a eficácia dos principais tratamentos.

tags: