Home Saúde CHTS assinala Dia Mundial da Saúde Mental com atividades em Penafiel e Amarante
CHTS assinala Dia Mundial da Saúde Mental com atividades em Penafiel e Amarante
0

CHTS assinala Dia Mundial da Saúde Mental com atividades em Penafiel e Amarante

0
0

O Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental (DPSM) do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) está a assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental que hoje, 10 de outubro, se comemora. Esta data foi criada, em 1992, pela Federação Mundial de Saúde Mental.

Sob o lema “Comunicação e Emoções: quando o corpo se adianta às palavras”, realizou-se esta manhã, no Hospital Padre Américo, uma conferência que abordou temas relacionados com a comunicação positiva e a diminuição do stress profissional.

Na sessão de abertura, Carlos Alberto, presidente do Conselho de Administração, felicitou a realização de mais uma iniciativa de “partilha de conhecimentos e enriquecimento global sobre um tema que nos perturba a todos, saudando também a presença de Fernando Malheiro e Almiro Mateus, diretor executivo e diretor clínico respetivamente, do Agrupamento de Centros de Saúde do Tâmega II – Vale do Sousa Sul, porque são os ACES que conseguem chegar ainda mais perto dos nossos utentes”.

O presidente do Conselho de Administração fez ainda questão de sublinhar, ao abrigo do protocolo entre o CHTS e a Ordem dos Psicólogos, “o início de quatro estágios profissionais para acesso à Ordem”.

João Paulo, diretor do DPSM, relembrou o tema deste ano, Dignidade na Saúde Mental, salientando a importância da “reflexão sobre o desfasamento entre uma sociedade que promove o sucesso fácil e imediato e a realidade que nada tem a ver com isso”.

“Somos o segundo país da europa que mais consome psicofármacos, as pessoas estão determinantemente sós, e para se falar em dignidade na saúde mental, temos que falar também do estigma. Temos meio mundo a dizer que somos únicos e diferentes, e outra metade a querer ser igual”, concluiu o psiquiatra.

A diretora clínica, Filipa Carneiro, sobre a posição de Portugal, continuou dizendo que “à nossa frente, no consumo psicofármacos, está só a Irlanda, sendo uma obrigação de todos promover a saúde mental na comunidade e fora das instituições”.

José Ribeiro, enfermeiro diretor, destacou “a reflexão que os dias mundiais promovem, servem para fazer um balanço sobre o que se tem feito”. “Na área da saúde mental é essencial ver a pessoa em todo o seu valor, em todas as suas dimensões, e pensar em cuidados de proximidade e intervenção comunitária. O CHTS, nesta área especifica, tem que ter um papel de consultor perante os cuidados de saúde primários”, afirmou.

À tarde, as comemorações continuam em Amarante, no Hospital de São Gonçalo, com a exposição #RevoluçãoPelaSaúdeMental, uma mostra de trabalhos realizados pelos utentes do Hospital de Dia de Psiquiatria, e, às 15h, porque o exercício físico é essencial também para a saúde mental, haverá uma aula de zumba, com o apoio da Casa do Pessoal do HPA.