Home Ambiente Eco-trilhos de Paredes para conhecer e explorar no fim de semana
Eco-trilhos de Paredes para conhecer e explorar no fim de semana
0

Eco-trilhos de Paredes para conhecer e explorar no fim de semana

0
0

Na semana do Ambiente 2020, damos a conhecer propostas de Eco-Trilhos para explorar no fim de semana, no território de Paredes. Destacam-se as potencialidades dos Eco-Trilhos da Sobreira e de Louredo que convidam a caminhar na natureza e apreciar o percurso.

A primeira proposta é um Eco-Trilho Escola EB/S Sobreira desenhado pelos alunos da Escola Básica de Secundária da Sobreira, inspirados nos trilhos que juntam ciência e ambiente, uma forma que pretende motivar para conhecer diversas características ambientais e de sustentabilidade desses mesmos percursos, como por exemplo, o património natural e cultural.

O projeto da Câmara Municipal de Paredes “Caminhar pelo Património” é também um incentivo para conhecer o património natural, cultural e paisagístico e as histórias que os lugares. Trata-se de um projeto com orientações pedagógicas e de educação sensibilização patrimonial e ambiental.

Convidamos a experimentar o Trilho de Louredo da Serra – Rota dos Brasileiros de Torna-viagem.

No contexto escolar os Eco-Trilhos assumem-se também como laboratórios de aulas ao ar livre, saídas de campo, observação de aves e anfíbios, identificação e controlo de plantas invasoras, prática de plogging, fotografar a natureza, e promover tudo isto numa prática saudável de exercício físico.

A preservação ambiental e a divulgação do património natural e cultural são os pilares que sustentam a importância dos Eco- trilhos para aprender a observar a natureza composta pelas diversificadas espécies da fauna e flora existentes.

Eco-Trilho Escola EB/S Sobreira
Com ponto de partida e chegada na escola, este percurso, que atravessa uma notável diversidade de habitats, é o palco ideal para uma aula na natureza! Ainda não saímos da escola, e já a paisagem nos sorri: lá em baixo o rio Sousa serpenteia pela planura de terras ricas de aluvião que ele próprio criou, e ao longe, na linha do horizonte, percorremos a cordilheira ondulante que integra o recém-criado Parque das Serras do Porto. Descemos então, e caminhamos paralelamente ao rio, imaginando a importância que estes campos agrícolas tiveram para as povoações que primeiro aqui se instalaram. Atravessámo-lo e admiramos o património arquitetónico, também ele notável – a ponte de pedra e o casario antigo exemplificam a harmoniosa conjugação de linhas e formas com que os nossos antepassados ajudaram a desenhar esta paisagem e a humanizaram. Subimos agora um pequeno vale, dominado por uma ribeira de águas límpidas e rápidas, das muitas que existem na região. Penetramos num pequeno bosque dominado por sobreiros, loureiros e carvalhos, e, de seguida, numa frondosa galeria ripícola dominada por salgueiros e amieiros. Pelo caminho, infelizmente, identificamos algumas espécies invasoras como a mimosa, austrália, plumas e erva da fortuna. A multiplicidade de cenários onde a vida acontece, fascina-nos. Ao tombarmos um velho tronco apodrecido no solo… uma surpresa maior, a Salamandra-lusitânica É embrenhados nesta multiplicidade de cenários e de cores, aromas, sons e silêncio que reconhecemos a importância da floresta para a manutenção da biodiversidade e do equilíbrio ecológico do planeta! Vamos fazê-lo. Está ao alcance de todos e de cada um de nós…“
Texto de Olivia Pena e Fernando Monteiro

Imagem4

 

Mapa

mapa
Link do workshop Eco-Escolas para ensinar “Como fazer um Eco-Trilho”:
https://ecoescolas.abae.pt/our_news/workshop-como-fazer-um-eco-trilho/

Trilho de Louredo da Serra – Rota dos Brasileiros de Torna-viagem
Louredo tem o Rio Asmes, o Parque de Miragaia e a Serra de São Tiago, uma Igreja Matriz que é uma jóia e uma Capela, a de São Tiago, num lugar singular, bem como capelas particulares em várias quintas com história(s): a Casa de Ribela, a Quinta de Baixo, a Quinta de Cima, a Quinta de Miragaia, a Quinta de São Bento, a Quinta de São Tiago a Quinta de Sobradelo,… Tem pelo menos 2 locais ímpares para comer: a Cozinha da Terra e o Solar da Brita. Tem Turismo em Espaço Rural (a Casa de Louredo) e, Alojamento local (a Casa Pelourinho de Louredo e a Moradia Quinta do Sobrado).
Ficha técnica:
Início/fim: Parque de Lazer de Miragaia (GPS: N 41°14’00.1″ W 8°20’47.1″ = 41.233364, -8.346404)
Alternativa: Igreja de São Cristóvão, matriz de Louredo (GPS: N 41°14’00.1″ W 8°20’47.1″ = 41.233364, -8.346404)
Âmbito: Ambiental/Cultural
Tipo: Circular
Distância a percorrer: 8,45km
Duração média do percurso: 3 horas
Época aconselhada: todo o ano
Nível de dificuldade: moderado

tags: