Home Educação Foi apresentado em Lousada, o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) do Tâmega e Sousa
Foi apresentado em Lousada, o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) do Tâmega e Sousa
0

Foi apresentado em Lousada, o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) do Tâmega e Sousa

0
0

Apresentação do PIICIE em Lousada

A educação é imprescindível para o desenvolvimento da região

Foi apresentado, no Auditório Municipal de Lousada, o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) do Tâmega e Sousa, que contou com a presença do Secretário de Estado da Educação, Dr. João Costa.

O TâmegaSousa Educa [acreditamos em ti] assume-se como uma estratégia educativa desenvolvida pela CIM do Tâmega e Sousa para a sub-região. Este projeto é constituído por diversas medidas de prevenção e de combate ao insucesso escolar, como complemento e reforço da política educativa pública nacional. A missão é promover o sucesso escolar dos alunos, reconhecendo a educação como uma das forças motrizes para o desenvolvimento integrado e sustentável do Tâmega e Sousa.

O Presidente da Câmara de Lousada, Dr. Pedro Machado, começou por “dar as boas vindas ao Secretário de Estado da Educação, Dr. João Costa, pela sua presença que é um sinal da proximidade existente entre o Governo e os municípios”.

O autarca relembrou que nos anos 90 os concelhos de Lousada e de Paços de Ferreira tinham a maior taxa de abandono escolar do país. Lousada tinha, por essa altura, um único jardim-de-infância, que não era público. “A realidade em Lousada alterou-se e fomos os pioneiros na introdução das Atividades Extra Curriculares para os alunos do 1.º ciclo e a implementação do programa DICAS que se tem revelado um sucesso nos vários níveis de ensino. O facto é que quando existe abandono e insucesso escolar há problemas que podem ser resolvidos com ajuda de técnicos especializados, nomeadamente psicólogos” – destacou o Dr. Pedro Machado.

O Presidente da Câmara referiu que “as necessidades passam pela criação de creches, na medida em que existem cada vez mais famílias jovens a escolher Lousada para residir. O ensino profissional é uma das áreas em que o concelho tem apostado e pretende dar continuidade crescer”.

O Dr. Pedro Machado acrescentou ainda que “quer o concelho de Lousada, quer os restantes municípios da CIM Tâmega e Sousa, sabem que a educação é imprescindível para o desenvolvimento da região”.

Deve haver respostas locais para problemas locais

O Secretário de Estado da Educação, Dr. João Costa, teve como mote da sua intervenção a promoção do sucesso escolar, enfatizando, no entanto, que “se existir 0% de insucesso escolar, mas os alunos não aprenderem nada, isto revela uma falha total. Deve existir um pacto social entre todos os agentes e ter em linha de conta que as problemáticas devem ser tratadas de modo diferente perante as situações. Ou seja, deve haver respostas locais para problemas locais”.

Ainda de acordo com o Dr. João Costa “é louvável o facto de municípios, Comunidades Intermunicipais e escolas conseguirem contruir diálogos e respostas, cuja finalidade passa por preparar alunos bem-sucedidos que, no final do seu ciclo de aprendizagem saibam pesquisar, resolver problemas, interpretar. Por isso, se a escola não formar as competências dos cidadãos é sinal que a escola falha na sua missão”.

Um projeto para 11 municípios

A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa), em parceria com os 11 municípios que a integram, vai implementar, durante os próximos três anos letivos, o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) do Tâmega e Sousa.

Com uma abordagem educativa integrada e inovadora, e permanentemente assente na tríade escola-aluno-família, o TâmegaSousa Educa [acreditamos em ti], envolve, em cada ano, cerca de 50 mil alunos de um total de 38 agrupamentos de escolas/escolas não agrupadas e escolas profissionais do Tâmega e Sousa.

Este Plano, designado de TâmegaSousa Educa [acreditamos em ti], corporiza o desafio de promover o desenvolvimento integrado do Tâmega e Sousa, tendo na educação uma das forças motrizes para o cumprimento desta missão.

O TâmegaSousa Educa [acreditamos em ti] inclui mais de 40 medidas anuais, dirigidas a todos os ciclos de ensino, do pré-escolar ao secundário, nas áreas das artes, do desporto, das ciências e da tecnologia, do pensamento e cidadania e da psicologia e orientação vocacional. Uma das premissas é também a partilha constante de boas práticas e experiências junto dos líderes educativos do território – diretores, professores e pais e encarregados de educação –, capacitando-os para a problemática do insucesso escolar.

Assim, as duas principais metas da implementação deste projeto passam pela redução, de pelo menos, de 10% da taxa de alunos que frequentam o 1.º, 2.º e 3.º ciclos e secundário com níveis negativos, a pelo menos uma disciplina, dos anos curriculares abrangidos, bem como a diminuição, no mínimo, de 25% da taxa de retenção e desistência.

Este é um projeto para promover o sucesso escolar dos alunos da região, tendo para isso de aumentar os níveis de aproveitamento escolar, reduzir o abandono escolar precoce, reforçar a equidade no acesso à educação e melhorar a qualidade e pertinência das aprendizagens e competências.

O TâmegaSousa Educa [acreditamos em ti] assume-se como uma estratégia integrada e inovadora, em que é essencial promover uma educação mais inclusiva, implementar dinâmicas de aprendizagem que promovam o conhecimento científico e tecnológico e educar para uma cidadania ativa e para um espírito empreendedor. O desenvolvimento de uma cultura de trabalho em rede com a envolvência das escolas, municípios, famílias, empregadores e comunidade em geral é outro dos pontos fundamentais.

O TâmegaSousa Educa [acreditamos em ti] é um projeto cofinanciado a 85% pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

O custo total elegível estimado é 7,9 milhões de euros, em que os municípios que compõem a CIM Tâmega e Sousa asseguram os 15% restantes do valor.

Nove fases do projeto

São nove as operações que constam no projeto. A operação 1 passa por “Compreender, acompanhar e progredir”, a que se segue “Motivar e aprender”. A terceira operação é “Educar Pel’Arte”, seguida de “Laboratórios de Apoio ao Ensino e Aprendizagem Experimenta Ciência”, “Líderes Educativos Tâmega e Sousa”, “Passo em frente”, “Comunicar a Educação no Tâmega e Sousa”, “Equipas Promotoras de Sucesso” e, finalmente, “Monitorização e avaliação do PIICIE-TS”.

tags: